1 de out de 2007

No Ponto


- por Karol Felicio

É bom existir o mistério
Sutilmente apimentando os sentimentos
E assim prorrogar a entrega, discretamente,
Aumentando a distância do tempo exato.

No entanto há de se driblar o risco, de não perder a hora,
De não passar do ponto, da temperatura exata,
Crocante por fora, macia por dentro, nem quente, nem fria.
Sem perder o momento, sem quebrar a magia.

Nenhum comentário: