28 de jan de 2008

As mentiras que ELES contam...

- por Karol Felicio
Acho engraçado como os homens mentem. A impressão que dá é que são membros de uma confraria secreta na qual a regra-mãe é “Minta, em qualquer situação e sob qualquer pressão” no quesito “como lidar com as mulheres”.

E eles ficam tão patéticos mentindo!

É claro que por algum motivo insignificante um cara que sabe mentir (até que ele mesmo acredite que seja verdade), merece lá suas honrarias. Mas a maioria é de quinta categoria.

O cinismo é tanto que é capaz de um homem ao ser surpreendido, em pleno ato sexual, por sua mulher, continuar metendo e dizendo a tradicional “Meu amor, não é isso o que você está pensando”.

Enfim, existem os que mentem firmes, os que invertem o jogo (e a mulher já começa a achar que a louca é ela), os que ficam nervosos, os que começam a rir ou os que mentem chorando. E só isso já prova que os homens não são todos iguais.

Mas também existe uma minoria que, não tendo como negar, assume, abre o jogo, põe as cartas na mesa. Parecem frouxos? Que nada, são esses que logo após serem descobertos reconquistam a confiança da mulher amada imediatamente.

Porque a mulher tem um instinto peculiar do universo feminino pelo qual numa conversa tudo se resolve, desde que esteja convencida de que é amada, protegida, linda, segura e que tem a melhor trepada do mundo.

Já as “respectivas” da maioria podem ir embora ou continuar, acumulando mágoas e seguindo ao lado de um parceiro que agora é um corno em potencial.

Agora canta Jorge Ben, canta... Porque “se malandro soubesse como é bom ser honesto, seria honesto só por malandragem”. Caramba...