20 de out de 2013

Sobre o poste




- por Karol Felicio


Amarrei minha alma no poste,
Pensei.
Estacionou, ancorou.
É pássaro de pena molhada, asa cortada.
Mas, não.

O poste não existe. Toda alma é livre!