1 de out de 2007

Meu primeiro meme

-por Lívia Francez

Sou uma apaixonada, curiosa, obcecada por descobrir novos sons. Todos os momentos, ocasiões, épocas, são marcados por certo tipo de música ou artista. Porque não disponibilizar então um serviço de utilidade pública?

Aproveitando a nova febre que toma conta dos blogs, resolvi aqui também fazer um meme, sugerindo o top 5 das músicas que melhor funcionam naquelas horas mais quentes. O fato é que essas cinco pérolas têm uma levada mais sensual e mesmo erótica. Não é preciso ser nenhum expert no assunto para saber o quanto uma música pode ser estimulante ou excitante. Questão de sentidos. Vamos às pedradas:

5) Amy, Amy, Amy - Amy Winehouse: Boa pra criar um clima, o trompetinho esperto da introdução dá toda aquela aura de glamour, cinta-ligas e cigarros na piteira dos anos 50. A letra também é um ahazzo! Attract me/’til it hurts to concentrate ou just to show him how it feels/I will pass his desk in heels é praticamente um convite à cama. Mesmo quem não saca nada de inglês percebe que nessa música tem coisa...e muita coisa! Uma big band completa pra dar início aos trabalhos, abrindo com chave de ouro.


4) Lenda – Céu: Colocando brasilidade na mistura....e partindo pro ataque! Essa já começa cheia de suingue, e com uma mensagem que agrada em cheio às mulheres. Bobeou na crença príncipe, volta ao seu posto de lenda. A voz da cantora também ajuda muito. Sensual, marcante, pungente. Ideal pra quem quer criar um clima de mistério, apimentar um pouco o jogo... Se você quer brincar, rir, fazer gracinhas, criar um clima de envolvimento, essa é a hora.



3) Let’s stay together – Al Green: Um clássico nunca falha! Black music nunca falha! Com essa não podia ser diferente. Um convite à ficarem juntos, uma música de amor, mesmo que não haja amor. Uh, lovin’ you forever, apimenta, gritinhos, sussurros pontuando toda a canção. O “reverendo” se revela bem saidinho nessa maravilha da soul music, é de se esperar que aguce, pelo menos a vontade de se descobrirem.


2) I belong to you – Lenny Kravitz: Ele é sexy, a música dele é sexy. E essa não fica de fora. Um ostinato que instiga, um baixo que intriga, uma guitarra nervosa! Os high and lows da música, são como os altos e baixos a dois. Ora intensos, ora suaves, ritmo marcado, tudo bem combinado. Desenvolvimento primoroso, para o momento de envolvimento, loucurinhas, em que nem se tem noção do que está ouvindo.



1) Spinning the wheel – George Michael: Um cara conhecido mundialmente por ser um devasso não poderia fazer música diferente. Essa é completamente envolvente, tem todos os elementos necessários pra provocar uma explosão nos sentidos. Usa de vários elementos eletrônicos para “abrir as portas da percepção”, e sem precisar nenhum outro aditivo. Backing vocals que são um desbunde combinam perfeitamente com os sussuros que o Perv Michael solta no decorrer dessa pedrada. You’ve got a thing about danger, remete à idéia do sexo como algo perigoso, pervertido, proibido, luxurioso. Alimenta as fantasias e essa obra prima do Dirty Michael contribui e muito com isso.

Menção honrosa para This house is on fire de Natalie Merchant; You know I’m no good, da sempre perva Amy Winehouse; Touch me, dos Doors e You can leave your hat on, do (muso) Joe Cocker.

Arrasem nas sugestões, críticas e adendos. Tudo para spice up your sexual life!

Nenhum comentário: