8 de out de 2007

De tombos em tombos

- por Karol Felicio

Quando a cicatrização dói mais que o corte
- com sangue quente não se sente dor-
Depois lateja inconstante e ritmada
Costuro minha carne, lambo minhas feridas
Então me deixe sentir onde dói mais fundo
Só! – RISCO DE INFECÇÃO
Daqui a pouco é pele nova
Daqui a pouco pronta
Para cair de novo

Um comentário:

Danny Falabella disse...

Amei Karol!Curto, profundo e muito bacana..é a nossa vida em precisas e poucas palavras..