19 de set de 2009

Anjos amor







- por Karol Felicio

Para onde vão as pessoas boas?

Por onde voam os anjos que Deus vem buscar de nós?

Quando um anjo sai da nossa vida deixa um espaço aberto, um vão que venta gelado dentro do coração. A gente não quer deixar, quer voltar o tempo, acordar do pesadelo e, às vezes, quer ir...

Mas a gente fica, segue em frente, a gente renasce, os anjos renascem dentro de nós, nos tornam força, solidariedade, caridade, coragem. Quando os anjos partem nos tornam pessoas melhores.

Missão, destino, dever cumprido, etapa... A gente não entende, sem opção, a gente aceita.

Enquanto o tempo passa aquele buraco enorme vai sendo preenchido por lembranças, por essa onipresença constante, por termos a prova - em muitos momentos - de que eles estão ali, de que zelam por nós, de que somos mais fortes por eles, de que devemos viver por eles, de que o amor é Deus, é benção, é dádiva, que devemos compartilhar, de todo o coração e sem reservas. Esse vazio ainda estará ali, mas será menor. E a gente aprende a viver faltando um pedaço.

Quando sorrirmos, quando lembrarmos, quando uma lágrima cair, quando nos revoltarmos, quando dividirmos com alguém um momento da passagem desse anjo, quando respirarmos aquela paz, quando o amor nos tomar... Ele estará ali, entre nós, dentro de nós, conectados pelo coração, verdadeiro cordão umbilical.

2 de set de 2009

De uma letra só

- por Karol Felicio

Tenho uma fila de poesias encomendadas que me travam
Textos a quatro mãos, orelhas, auto-retratos, temáticos, cartões
Mas poesia não se compra, não se vende, nem se doa
Meu escrito é egoísta, regurgita,
Meu poema não se come, definha, morre de fome
Meus versos solitários não casam com mais nenhum, não combinam, fogem,
por mais que queiram, secam, só de pensar
Meus versos são como eu. Eu seco. Só de pensar.
Eu minto, invento cores, corações, pavores. Meus versos às vezes doem, às vezes fingem. E minhas letras se unem e mentem por mim. Meus versos mentem, mim que não sou.
E tem quem compre, mesmo que eu não venda.